segunda-feira, 22 de julho de 2013

Você sabe o que é um minion?

Um dos fenômenos linguísticos mais interessantes é a entrada e saída de moda de alguns vocábulos, atendendo às necessidades de um momento ou apenas seguindo tendências expostas (ou impostas) pela mídia.
Um exemplo é minion, que veio à tona devido ao grande sucesso da franquia cinematográfica Meu malvado favorito. Mas você sabe o que é um minion?
Minions da franquia Meu malvado favorito. (Fonte: Universal Studios.)
Minions da franquia Meu malvado favorito. (Fonte: Universal Studios.)

sábado, 6 de julho de 2013

Terremotos e logaritmos

Notícia divulgada pelo UOL Notícias – Internacional, na madrugada de 06/7/2013. Disponível em http://b-nev.es/17VHxrJ.
Notícia divulgada pelo UOL Notícias – Internacional, na madrugada de 06/7/2013. Disponível em http://b-nev.es/17VHxrJ.

Frequentemente lemos ou ouvimos notícias a respeito de abalos sísmicos nos mais deferentes pontos do planeta, sempre associadas a algum numeral em uma tal escala de Richter. O que é essa escala, e como funciona?

quinta-feira, 4 de julho de 2013

O anão e suas cinco companheiras

No último dia 2 de julho de 2013, a União Astronômica Internacional divulgou a aprovação dos nomes das duas luas de Plutão recentemente descobertas: Kérberos (2011) e Estige (2012). O planeta-anão possui, até agora, cinco satélites conhecidos:

  1. Caronte
  2. Estige
  3. Nixe
  4. Kérberos
  5. Hidra
O planeta-anão e suas cinco luas. (Fonte: UAI, disponível em http://www.iau.org/public_press/news/detail/iau1303/.)
O planeta-anão e suas cinco luas. (Fonte: UAI,
disponível em http://www.iau.org/public_press/news/detail/iau1303/.)

Plutão apresenta uma órbita com raio médio de 5,87 × 109km (cerca de 39,3UA) e é um pequeno corpo formado por rocha e gelo. Tem uma massa de aproximadamente 1,3 × 1022kg (0,218% da massa da Terra), com raio de 1 161km (18% do raio da Terra). Foi descoberto em 1930 e inicialmente considerado um planeta, tendo sua classificação alterada para planeta-anão, em 2006. Seu caminho ao redor do Sol leva 247,68 anos, o que significa que, desde sua descoberta, ainda não completou uma volta ao redor da estrela.

UA = unidade astronômica Equivale à distância média entre a Terra e o Sol, cerca de 150 milhões de quilômetros.

Que tal entender os nomes do anão e suas companheiras?

Plutão, de Henri Chapu. (Fonte: Wikimedia.)
Plutão, de Henri Chapu.
(Fonte: Wikimedia.)

 

Plutão

Plutão é o deus do submundo, Hades, na mitologia grega, algo como o mundo dos mortos.

Segundo a tradição clássica grega, o mundo teria sido dividido em três grandes regiões, cada uma delas governada por um deus. Assim, haveria a terra, governada por Zeus, o oceano, de responsabilidade de Poseidon, e o submundo, as profundezas, sob a responsabilidade de Plutão.

Caronte

Caronte, pintura de Alexander Litovchenko. (Fonte: Wikimedia.)
Caronte, pintura de Alexander
Litovchenko. (Fonte: Wikimedia.)

O barqueiro do submundo, que navega os rios Estige e Aqueronte, fronteira entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos, transportando os espíritos dos mortos. Em diversas culturas do passado era comum a colocação de uma moeda sobre a boca (ou no interior dela) do cadáver para o pagamento dos serviços de Caronte. Acreditava-se que os mortos sem posses, que não podiam pagar pelo transporte, ficavam vagando pelas margens dos rios por cem anos.

Nixe, de William-Adolphe Bouguereau. (Fonte: Wikimedia.)
Nixe, de William-Adolphe
Bouguereau. (Fonte: Wikimedia.)

 

Estige

Como já referido anteriormente, Estige, na mitologia grega, é um dos rios que fazem a fronteira entre os mundos dos vivos e dos mortos. É por onde navega Caronte.

Kérberos. (Fonte: Wikimedia.)
Kérberos.
(Fonte: Wikimedia.)

 

Nixe

A deusa da noite, mãe de Caronte. Esta figura mitológica está associada a diversas entidades ligadas à escuridão. É mãe também de Hypnos, o deus do sono, e de Thánatos, o deus da morte.

Kérberos

Um cão com várias cabeças, guardião dos portões do submundo. Sua função é impedir o retorno de qualquer ser que tenha atravessado o rio Estige.

Hidra de Lerna e Hércules. (Fonte: Wikimedia.)
Hidra de Lerna e Hércules.
(Fonte: Wikimedia.)

 

Hidra

Hidra de Lerna, a besta aquática com muitas cabeças, guardiã da entrada para o submundo. Foi morta por Hércules durante a realização de suas 12 tarefas.

É interessante como os nomes associados ao sistema de Plutão e suas luas estão todos associados ao submundo mitológico. Mais interessante ainda é a ordem dos nomes. Observe, de fora para dentro: Hidra, a guardiã da entrada do submundo (está no lado de fora); Kérberos, o guardião que impede a saída (está no lado de dentro); Nixe, a mãe do barqueiro; Estige, o rio que deve ser atravessado; Caronte, o barqueiro; Plutão, o deus da região.

 

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Tirinha #50 – Fermento

Afirmação encontrada em correção de prova. ;)
Afirmação encontrada em correção de prova. ;)
Saccharomyces cerevisiae, a levedura do pão. (Fonte: Wikimedia.)
Saccharomyces cerevisiae, a levedura do pão.
(Fonte: Wikimedia.)

Dois pontos são importantes ressaltar aqui:

  • Combustão é um processo de queima. Ora, se as leveduras entrassem em combustão, morreriam!
  • A combustão libera dióxido de carbono, consumindo oxigênio.

Então, "por que o fermento faz o pão crescer?"

As células de levedura presentes no interior da massa não têm acesso ao oxigênio atmosférico. Por serem anaeróbios facultativos, a falta de oxigênio leva esses micro-organismos a executarem o processo conhecido como fermentação alcoólica, durante o qual degradam a glicose e produzem álcool etílico (etanol), com liberação de dióxido de carbono (CO2) na massa.

As bolhas de gás sofrem expansão por consequência da alta temperatura, levando a duas consequências de interesse na panificação:

  • aeração da massa, e
  • aumento de volume.

É por isso que o pão cresce, e fica fofinho!

Pão gostoso e fofinho! (Fonte: Wikimedia.)
Pão gostoso e fofinho! (Fonte: Wikimedia.)